Por instalações mais eficientes

Fonte: Revista Potência – Edição Junho / 2020

Brasil ganha uma nova norma que promete fomentar a prática da eficiência energética nas instalações elétricas, a NBR 16819:2020

O Brasil acaba de ganhar uma nova norma de desempenho, que tende a gerar um importante impacto no meio profissional ligado à área elétrica. Trata-se da NBR 16819:2020- Instalações elétricas de baixa tensão – Eficiência energética, que foi publicada no dia 30 de abril. 

O engenheiro eletricista Hilton Moreno, que coordenou o Grupo de Trabalho que preparou o texto do projeto de norma, destaca que o novo regulamento prescreve medidas a serem adotadas para a redução das perdas de energia na instalação. A norma faz também recomendações sobre a implementação de um sistema de gerenciamento de energia elétrica após as perdas terem sido reduzidas, garantindo assim a manutenção da eficiência energética ao longo do tempo.

Conforme explica Hilton, com essas duas partes devidamente resolvidas a eficiência da instalação elétrica é consideravelmente aumentada, com ganhos pelo aumento da vida útil dos componentes da instalação, redução de custo mensal com a conta de energia elétrica e melhor qualidade de energia na instalação.

Nesta entrevista Hilton detalha como foi o trabalho de elaboração da norma e quais suas expectativas quanto ao cumprimento da mesma “Eu torço demais para que a NBR 16819 “pegue”, porque isso seria um ganho inestimável para os donos dos imóveis, falando individualmente, e da sociedade brasileira como um todo”, comenta o especialista.

Clique no link abaixo e leia a reportagem na íntegra Revista Potência Junho 2020.pdf

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Normas Técnicas, Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s