Uso de eficiência energética nas empresas já produz resultados significativos

Fonte: Ambiente Energia

Acesse aqui a matéria em sua fonte.

Apenas com a mudança de comportamento no melhor uso das fontes de energia, a eficiência energética, é possível uma redução de 10% no consumo de energia nas empresas. De acordo com o gerente de soluções e Inovações do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RJ), Ricardo Wargas, fechar as torneiras enquanto ensaboa as mãos, apagar as luzes e deixar equipamentos ligados somente quando em uso, são algumas boas práticas que ajudam na diminuição do consumo de energia.

Segundo Wargas, essa redução pode chegar a 20% quando a empresa faz investimentos. Modernização dos equipamentos utilizados e das instalações, o treinamento dos funcionários e adoção de novas tecnologias são algumas formas de gestão da energia.

“Com a eficiência energética ganha todo mundo: o empresário que passa a pagar menos; o meio ambiente que passa a receber menos poluição que às vezes é produzida pelo uso inadequado de algum equipamento, e o funcionário, pois a segurança nas instalações aumenta, diminuindo o risco de acidentes”, explicou.

Sebraetec: programa que subsidia 80% da inovação de pequenas empresas

Como plataforma disponível para pequenos empresários colocarem em prática investimentos tecnológicos que ajudam na eficiência energética, o Sebrae possui o Serviços em Inovação e Tecnologia (Sebraetec). A iniciativa do Sebrae Nacional possibilita que micro e pequenas empresas que faturam até R$ 3,6 milhões por ano tenham auxilio para execução de projetos nas áreas de processos produtivos, certificação e Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS). O programa oferece subsídio financeiro não reembolsável de até 80% do valor.

“Essa é nossa principal linha de apoio ao pequeno empresário que quer fazer consultoria tecnológica e mudar os patamares do uso de energia”, explicou Wargas. Para ter acesso ao serviço, o empresário precisa procurar o escritório do Sebrae mais próximo. A partir disso o Sebrae vai analisar a demanda e buscar um fornecedor de serviço tecnológico de acordo a necessidade da empresa.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Brasil, Eficiência Energética e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s