Verão: temperatura quente e consumo de energia em alta

Fonte: Procel Info – Panorama Nacional

Por: Lara Martinho

Acesse aqui a matéria em sua fonte.

Mesmo sendo muito utilizado no verão, o ar-condicionado pode reduzir em até 30% o consumo de energia elétrica se usado corretamente

O verão, estação que começou oficialmente às 21h03, do dia 21/12, é caracterizado, em boa parte do Brasil, por altas temperaturas e a ocorrência de chuvas, trazendo, por um lado, alívio para os reservatórios das usinas hidrelétricas e, por outro, possível aumento do consumo de energia, devido ao uso mais intenso do ar condicionado e dos ventiladores.

Alívio nos dias quentes, o ar-condicionado é responsável por cerca de 45% do consumo de energia elétrica no verão, sendo considerado o “grande consumidor” da estação. No entanto, mesmo quem não abre mão do aparelho pode reduzir a conta de energia em até 30%. De acordo com o especialista em eficiência energética da Light, Antônio Raad, manter o filtro do ar sempre limpo já ajuda na economia. “No verão, como se usa muito o ar-condicionado, o filtro deve ser limpo toda a semana. Já no inverno, pode ser a cada quinze dias”.

Na hora de comprar um ar-condicionado é preciso checar se o aparelho tem o Selo Procel, que indica produtos com maior eficiência. Segundo Antônio Raad, aparelhos com este selo gastam menos energia. “Às vezes sai um pouco mais caro, mas em três meses a economia na conta de luz paga a diferença”, avalia.

Outros hábitos simples podem ser modificados e ajudar nessa economia. O engenheiro do Inmetro Fábio Real dá algumas dicas que, às vezes, passam despercebidas. “Fogão, geladeira e freezer precisam ficar longe um do outro. O fogão gera calor e pode aquecer a geladeira ou o freezer. Com isso, elas gastariam mais energia para se manter geladas. Roupas ou tênis também não devem ser colocados para secar atrás dos refrigeradores. No banheiro deixe o chuveiro na posição verão, em vez de inverno. Enquanto ensaboa o corpo deixe o chuveiro desligado. Segundo o engenheiro, isso representaria uma economia de aproximadamente R$ 6 ao mês por pessoa.

No quarto, o ideal é abrir as janelas e persianas para evitar acender as luzes. O tempo que cada aparelho fica ligado é muito importante, pois influência diretamente na conta de luz.

Outro ponto que passa despercebido pelas pessoas é a iluminação do ambiente. Ambientes que recebem muita luz são mais quentes e propícios a consumir mais energia do condicionador de ar e do ventilador. Por isso, é preciso fazer uma avaliação antes de comprar um aparelho. Trocar o ar-condicionador por um circulador de ar, apesar de um refrigerar e o outro apenas ventilar, quando possível, pode reduzir em dez vezes o consumo. Nas janelas, o uso de vidros especiais ou películas que filtram os raios infravermelhos também ajudam a tornar o ambiente mais agradável, reduzindo a necessidade de refrigeração.

Quer economizar ainda mais? Instale um sistema de aquecimento solar. O custo é elevado, mas o retorno a longo prazo é maravilhoso e é possível recuperar todo o valor investido. Conciliar o uso desses sistemas com chuveiros elétricos, os chamados sistemas híbridos, também merece ser levado em conta antes de tomar qualquer decisão.

Seguem algumas medidas que podem reduzir sua conta de luz no verão:

Geladeira duas portas: Escolha modelos com o selo Procel (garante economia de energia e segurança). Mantenha o equipamento longe da luz do sol e do calor do fogão e a 15 cm da parede (para o ar circular). A borracha de vedação da porta deve estar em bom estado. Abra a geladeira o mínimo de vezes possível. Não deixe o gelo atingir 0,5 cm de espessura e fique atenta à idade da geladeira – as que têm mais de 10 anos despendem o dobro de energia.

Ventiladores e afins: O aparelho pequeno gasta metade da energia que um de teto. A quantidade de pás não influencia no consumo de eletricidade, mas sim a velocidade – quanto mais rápida, maior o gasto. Na hora de usar um condicionador de ar, mantenha a saída de ar desbloqueada, dimensione a potência para o tamanho do ambiente, regule o termostato entre 22ºC e 24ºC e feche portas e janelas.

Computador: Em vez de colocá-lo no modo sleep (ou hibernar), desligue-o. Evite deixar o notebook carregando enquanto dorme ou está fora de casa – dê a carga e retire-o da tomada. Para celulares e baterias de câmeras digitais, aplica-se a mesma regra. Se possível, diminua a intensidade de luz da tela, pois ela pode gastar até 70% da bateria.

Micro-ondas: Descongele os alimentos antes de colocá-los no aparelho. Para acelerar o cozimento, adicione uma pequena quantidade de água. Não deixe o micro-ondas em stand by – a dica também vale para relógios, aparelhos de DVD, de som e video-games. Se possível, retire os equipamentos da tomada enquanto não estiverem em uso.

TV: Desligue o aparelho no botão power (liga/desliga), porque o modo stand by continua consumindo energia. Se você tem o hábito de dormir com a TV ligada, acione a função de desligamento automático. Se possível, substitua o seu aparelho antigo por uma televisão de LCD, que é muito mais econômica.

Lâmpadas: Troque a incandescente pela fluorescente compacta. Como ela economiza 70% de energia, em três meses você recupera o investimento. Outra opção são as lâmpadas LED. Paredes de cor clara ajudam a refletir a luz natural, e isso evita acender lâmpadas. Parcimônia na utilização de lâmpadas decorativas e de iluminação indireta, geralmente do tipo dicróicas, que além do consumo mais alto liberam calor no ambiente.

Ferro de passar: Cuide primeiro das peças delicadas. Depois, das que necessitam de temperatura alta. Ao desligar o ferro, passe itens leves, já que ele esfria só após 10 minutos.

Secador e chapinha: Embora pequenos, eles gastam muita energia! Para diminuir o tempo de uso, enxugue bem o cabelo com a toalha antes e, quando ele estiver quase seco use o secador e a chapa.

Máquina de lavar: No verão, por causa da transpiração excessiva, trocamos mais de roupa. Ao ligar a máquina, junte o máximo de peças e evite a função pré-lavagem ou molho. A água fria economiza 90% a mais que a quente.

FIQUE ATENTO!

Tente utilizar apenas o que for necessário no horário de ponta (entre 18h e 21h). Máquinas de lavar roupas, louças e até o chuveiro elétrico podem ser utilizados fora da ponta, de forma a não sobrecarregar a rede de distribuição da concessionária.

Se for viajar, retire todos os aparelhos possíveis da tomada, assim não há gastos desnecessários.

Instalações elétricas bem conservadas e adequadas à potência dos aparelhos preservam a sua segurança e economizam energia.

Para mais informações e dicas de economia de energia visite a seção de Dicas do Procel Info.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Cidades, Eficiência Energética, Sustentabilidade e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s