Medidas para evitar a deterioração de estruturas metálicas

Fonte: Construção a Seco

Acesse aqui a matéria em sua origem.

Colaboração: Esta matéria me foi disponibilizada através do Linkedin do colega José N Construção SustentávelGestor de Mídias Sociais na Dois a Mais

A deterioração de estruturas metálicas pode ser evitada. A prevenção é um dos segredos. Evitar a umidade, poeira e contato com elementos químicos que possam reagir com o ferro do aço, como gás de cloro (evaporação de água do mar) e outros que existem no meio ambiente, principalmente em atmosferas industriais, é ponto-chave.

A limpeza periódica, mesmo em estruturas protegidas por pinturas ou outros meios, seria uma boa alternativa. A pintura e galvanização são formas de proteção preventiva de estruturas metálicas e elementos de aço em geral. A galvanização, apesar de seu custo inicial maior, apresentaria uma segurança maior do que a pintura. Nesta, rupturas na camada protetora podem tornar-se pontos críticos em que a oxidação pode ocorrer.

A especificação da galvanização depende do ambiente em que a estrutura se localiza, da vida útil que se espera da proteção e também da camada de deposição de zinco. As superfícies galvanizadas podem também ser pintadas, o que tende a aumentar a vida útil da proteção em até três vezes. Tintas também são meios adequados de proteção e podem ter custos iniciais bem menores do que a galvanização, mas em compensação apresentam a necessidade de manutenção periódica.

As tintas são classificadas em tintas de fundo e de acabamento. O zarcão seria a tinta de fundo mais conhecida. As tintas de fundo devem ser sempre aplicadas em superfícies limpas. As tintas de acabamento e suas aplicações são: 1. Tintas epoxídicas (a base de epóxi), usadas em ambientes internos. Resistem bem a umidade. Podem desbotar quando usadas em superfícies externas. 2. Tintas alquídicas (esmaltes) Servem para externo e interno. Não resistem a molhamento constante. 3. Tintas poliuretânicas e acrílicas. Usadas em externos. Muito resistentes a ambientes industriais e marinhos. Tem cores bastante resistentes.

Em ambiente urbanos, ambientes industriais e atmosferas marinhas devem ser tratados igualmente, pois seriam igualmente agressivos. Recomenda-se como melhor custo-benefício a galvanização a fogo. No entanto, a eficiência só seria garantida se obra tiver montagem 100% aparafusada, considerando-se as soldas só na fabrica e continuas.

Em ambientes rurais com pouca agressividade poderia se pensar em pintura com base alquídica sobre aço patinável ou não, porém, o projeto estrutural/fabricação deve evitar a ocorrência de pontos de estagnação de água e cantos onde não é possível lixar e repintar.

Corrosão

A corrosão em soldas  é resultado de alguns fatores, tais como: diferença de material da solda e o material da estrutura soldada; a ocorrência de frestas; ocorrência de tensões localizadas na interface entre a solda e o material soldado. Uma soldagem feita com material adequado e com alívio de tensões sempre são mais isentas de corrosão. A atenção deve voltar-se para o acabamento da solda, que deve ser adequadamente usinada, evitando-se, com isso, frestas e reentrâncias.

Redação – Portal Construção a Seco 

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Artigos Tecnicos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s