NBR 10.987 Sistemas de Proteção Contra Incêndio por Chuveiros Automáticos

Fonte: ABRAFAC Notícias

Acesse aqui o artigo em sua fonte.

Com a conclusão da revisão feita pelo Comitê Brasileiro de Segurança Contra Incêndio (CB-24), a ABNT publicou, no último dia 7 de julho, a NBR 10.897 – Sistemas de proteção contra incêndio por chuveiros automáticos – Requisitos.

Trata-se da nova versão do texto de 2007, que agora define requisitos mínimos para o projeto e a instalação dos chamados sprinklers, incluindo as características de suprimento de água, seleção dos chuveiros, conexões, tubos, válvulas e todos os materiais e acessórios necessários para as instalações prediais.

Com exigibilidade desde 7 de agosto, o novo texto fixa condições mínimas exigíveis para projeto, cálculo e instalação de sistemas hidráulicos de proteção contra incêndio, bem como determina as dimensões e adequação dos abastecimentos de água para o suprimento exclusivo desses sistemas.

Além disso, a nova norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas apresenta referências a ambientes de diversas tipologias e determina a maneira ideal para armazenagem e manutenção dos chuveiros automáticos, visando a correta utilização dos equipamentos para o combate eficiente de incêndios.

Para mais informações, consulte o site da ABNT – www.abnt.com.br e, para aquisição dessas e de outras normas, veja o catálogo em http://www.abntcatalogo.com.br/

Sobre Alexandre Lara

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira de "Operação e Manutenção Predial sob a ótica de Inspeção Predial para Peritos de Engenharia" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo MACKENZIE, professor das cadairas de Engenharia de Manutenção Hospitalar dentro dos cursos de Pós-graduação em Engenharia e Manutenção Hospitalar e Arquitetura Hospitalar pela Universidade Albert Einstein, professor da cadeira de "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNIP / INBEC), tendo também atuado como professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Normas Técnicas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s