6 mitos e verdades sobre impermeabilização

Fonte: AECweb

Impermeabilização encarece a obra? Quando o projeto de impermeabilização é necessário? Impermeabilizantes são todos iguais? Entenda!

Embora seja fundamental para garantir a durabilidade das estruturas, a impermeabilização ainda é cercada de muitas dúvidas. Há quem questione, por exemplo, a real necessidade de realizar um projeto de impermeabilização. Há, também, quem pense que, em banheiros, só a área do boxe merece proteção. A seguir você pode conferir esclarecimentos sobre alguns mitos que envolvem a impermeabilização. Não perca:

1) Não precisa fazer projeto de impermeabilização. Basta aplicar o produto conforme orientações do fabricante. MITO

A impermeabilização de edificações é composta por um conjunto de camadas, cada qual com funções específicas e que devem ser adequadamente dimensionadas e planejadas. A realização de um projeto de impermeabilização, nos moldes do exigido pela ABNT NBR 9575: Elaboração de Projetos de Impermeabilização, é determinante para garantir a eficiência desejada com a melhor relação custo-benefício.

Leia a matéria na íntegra diretamente, clicando aqui.

Sobre Alexandre Lara

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira de "Operação e Manutenção Predial sob a ótica de Inspeção Predial para Peritos de Engenharia" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo MACKENZIE, professor das cadairas de Engenharia de Manutenção Hospitalar dentro dos cursos de Pós-graduação em Engenharia e Manutenção Hospitalar e Arquitetura Hospitalar pela Universidade Albert Einstein, professor da cadeira de "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNIP / INBEC), tendo também atuado como professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Artigos Tecnicos e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s