O COMISSIONAMENTO e as dúvidas ao seu redor…

Apesar de bastante comentada, as expressões COMISSIONAMENTO EM EDIFÍCIOS, COMISSIONAMENTO EM SISTEMAS PREDIAIS, COMISSIONAMENTOS EM SISTEMAS INDUSTRIAIS ou simplesmente COMISSIONAMENTO ainda geram muitas dúvidas e um grande mal entendido nos mercados de manutenção e facilities…

Em seu âmago, um processo de COMISSIONAMENTO reúne etapas de planejamento, acompanhamento e validação de atividades técnicas em campo, visando assegurar com que  os sistemas projetados sejam efetivamente instalados e postos à operar e desempenhar conforme o projeto previu.

Em outras palavras, visa garantir aos proprietários ou gerentes técnicos o recebimento daquilo que lhes foi “vendido” ou “prometido”.

Neste contexto, é importante reforçar que:

  • Segundo a Lei de Sitter, a identificação de uma falha ainda na etapa de projetos reduzirá não só o impacto operacional, como fortemente a relação de custos empregados em sua reparação. Além disto, a não identificação de falhas nos momentos iniciais de um projeto acarretará na sua propagação (ou das consequencias geradas por esta falha)  para todas as demais etapas do processo (especificação e compra de sistemas, contratação da instalação, etc..), quando não mitigadas em sua origem. Em função disto, tornar-se-á importante a contratação do comissionamento ainda na fase de concepção e início do desenvolvimento dos projetos
  • Dada a existência de diversas disciplinas de engenharia em sistemas prediais ou industriais, faz-se necessário e obrigatório (legalmente falando) a contratação não só de um engenheiro, mas sim, de uma equipe multidisciplinar que abranja todas as especialidades (engenharias elétrica, mecânica, civil, etc)
  • Não existe a ida ao campo sem um planejamento prévio, incluindo:
    • A análise crítica e prévia dos projetos envolvendo os sistemas à serem comissionados, para que se compreenda em detalhes o objeto do escopo, os seus pontos de atenção e especificidades, as suas lógicas funcionais, a sua integração com outros sistemas e o seu desempenho esperado
    • A separação de detalhes importantes e das bases dos projetos em um documento que orientará o processo de comissionamento durante todo o seu desenrolar
    • A elaboração de um plano de comissionamento envolvendo todas as demais etapas do processo, assim como de checklists em cada modalidade
    • O estabelecimento de um ágil e eficaz processo de comunicação entre todos os envolvidos
    • A formalização e documentação de todo o processo

Existem normas norte-americanas que pautam e detalham o processo de comissionamento como um todo, entre elas a  ASHRAE Guideline 0.

Como outra importante fonte de consulta, os interessados poderão acessar o site da Building Commissioning Association (BCA) ou do CHAPTER BCA no Brasil.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Artigos do Autor, Comissionamento, Eficiência Energética, Sustentabilidade e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s