Soluções simples podem reduzir a conta no inverno

Fonte: O Debate

Acesse aqui a matéria em sua fonte.

As contas de energia costumam aumentar devido à utilização do chuveiro em potência máxima e devido aos dias mais escuros o tempo de funcionamento da iluminação aumenta o consumo.

Aliadas a outros fatores, o consumo de energia residencial pode subir até 20%. Com soluções simples para o uso correto da energia podem evitar esse aumento, principalmente neste período de condições hidrológicas desfavoráveis, como recomenda Ranieri César Leite, o analista de Comercialização da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig.

Outro fator muito importante é que nas férias escolares, a presença das crianças e adolescentes em casa aumenta o tempo de utilização de televisores e computadores. Dessa forma, para reduzir a potência sempre que for comprar um equipamento, faça a opção pelos mais eficientes, etiquetados pelo Inmetro na categoria A e, especialmente, os identificados com o selo Procel, da Eletrobras”, destaca.

Outras dicas importantes para economizar energia são:

Lâmpadas incandescentes

As lâmpadas incandescentes de 60 watts deixaram de ser comercializadas no Brasil, desde o início de julho, em conformidade com mais uma fase da legislação que restringe a produção, importação e comercialização de lâmpadas incandescentes.

A substituição desse modelo pode ser feita com vantagens pela lâmpada fluorescente compacta (LFC) que possui uma durabilidade até oito vezes maior A diferença de preço da LFC é amortizada em até três meses, caso a utilização seja de três horas por dia.

Reduzir termostatos

Seja no chuveiro, aquecedor, condicionador de ar, geladeira ou freezer, reduzir um grau no termostato pode representar uma economia de até 5% da sua conta.

Desligar quando não estiver em uso

Equipamentos elétricos e eletrônicos produzidos no Brasil antes de 2001 tendem a consumir bastante energia mesmo quando em stand by, mas mesmo os aparelhos mais modernos tendem a consumir alguma energia durante todo o tempo em que estão ligados na tomada, levando também ao desperdício.

Aparelhos de TV por assinatura

Uma atenção especial deve ser dada aos aparelhos de TVs por assinatura, pois, ao desligarmos a TV, erroneamente achamos que esse aparelho também foi desligado e na maioria das vezes não foi. Deve–se desligar também este aparelho.

Geladeira

Evite abrir a geladeira frequentemente. Retire de uma só vez os alimentos de que precisa. Não guarde alimentos ainda quentes. Para saber se a borracha de vedação está em bom estado, faça o seguinte teste: coloque uma folha de papel entre a porta e a geladeira, feche a porta e tente retirar a folha; se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o teste em vários pontos da porta da geladeira. Nunca utilize a grade traseira para secar roupas ou calçados.

Tomadas e fios

Tomadas quentes são sinônimo de desperdício e risco de acidentes. Por isso, evite o uso de benjamins. Emendas mal feitas ou com fios de bitolas diferentes causam perda de energia.

Celulares e Câmeras

Nunca deixe seu aparelho celular “dormir” carregando, ou seja, dê a carga e retire-os da tomada. Para câmeras digitais que não usam pilhas, aplica-se a mesma regra do celular. Só carregue o tempo necessário especificado no manual.

Computadores

Quando não estiver usando, mantenha o computador desligado. Dê preferência aos notebooks, que consomem menos energia. Não deixe os acessórios do computador (impressora, scanners etc.) ligados sem necessidade.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Eficiência Energética, Sustentabilidade e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s