Madrid reduz em 16% o consumo de energia

Fonte: Edifícios e Energia

Acesse aqui a matéria em sua fonte.

Espanha – Em vigor desde 2004, o Plano Energético da comunidade autônoma de Madrid teve um impacto significativo, ao longo de uma década de eficiência energética. Ao todo, a economia foi de 16% no consumo de energia da região, segundo contas do governo regional, apresentadas neste domingo (22/02). Entre as várias ações implementadas, o destaque vai para os incentivos à reabilitação e renovação de edificações.

Através dos “Planos Renove”, Madrid concedeu mais de 115 milhões de euros de incentivo econômico a ações de reabilitação particular. Os incentivos econômicos contribuíram para aproximadamente 700 mil ações nesta área, abrangendo a renovação de janelas, caldeiras, sistemas de aquecimento central ou instalações elétricas, entre outros. O governo regional estima que este mecanismo possa ter contribuído para uma economia energética de cerca de 200 mil toneladas equivalentes de petróleo e para a reduzir a emissão de um milhão de toneladas de CO2. No caso da administração pública, foi promovida a reabilitação energética de todas as edificações da região.

Mesmo assim, o Plano Energético desenvolveu-se de forma bem mais abrangente, incluindo ações de divulgação e formação, modificações legais relativas aos certificados de eficiência energética ou promoção do gás natural.

Na estratégia, houve também lugar à promoção de projetos-piloto e de demonstração. Este foi o caso, por exemplo, da iniciativa da reforma das instalações elétricas nas Escolas Tecnológicas de Engenharia de Minas e Energia, mas também do plano de economia de energia do metrô de Madrid, que se traduz em medidas como a implementação de tecnologia LED, otimização de ventilação dos túneis ou ajustes de tensão elétrica.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Eficiência Energética, Mundo e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s