No futebol e nas organizações, é preciso unir experiências

Fonte: INFRA

Por: Maurício Sampaio

Acesse aqui o artigo em sua origem.

Uma reflexão de Maurício Sampaio sobre a escalação da Copa para o jogo entre Brasil e Alemanha

Antes mesmo do término da trágica derrota de 7 a 1 para a Alemanha, as pessoas já começavam a achar justificativas para o que tinha acontecido. Tal comportamento é normal, pois diante da indignação procuramos nos confortar em discursos e suposições. A maioria apontava erros como time muito aberto, falta de meio de campo, sistema defensivo batendo cabeça…

Entretanto, muitos se esqueceram de um detalhe em especial que vai além do sistema tático: a maturidade. Dos 23 convocados, 17 disputavam pela primeira vez o torneio. E logo em casa, com uma pressão absurda vinda de todos os lados, com a “obrigação” do título.

Outro ponto a destacar é que o importante setor de criação da equipe estava sob a responsabilidade de Neymar e Oscar, ambos com apenas 22 anos. Bernard, o escolhido pelo técnico Luiz Felipe Scolari para a difícil missão de substituir o craque do time contra os alemães, era o caçula do elenco, com 21 anos.

Alguns até podem alegar que a maioria dos atletas joga em grandes times no exterior, começou a carreira cedo, etc., mas não se pode confundir experiência com maturidade profissional. E esta não é negociável, não está à disposição nos melhores MBAs nem mesmo em grandes clubes europeus. Maturidade só o tempo concede.

No dia da convocação, Scolari foi questionado sobre a inexperiência do grupo e não se mostrava preocupado. “Esses jogadores não vão sentir tanto a diferença de jogar uma liga europeia, ou um campeonato forte, de jogar uma Copa do Mundo. Eu não acho que vai fazer tanta diferença assim”, disse, na época. Mas não foi o que aconteceu, Felipão.

Diante da Alemanha, a falta de maturidade ficou evidente. Especialmente para lidar com as adversidades e a frustração momentânea, e até para evitar um “apagão” como o que aconteceu e para lidar com uma catástrofe.

Nada contra a Geração Y, muito pelo contrário. Sou totalmente a favor dessa juventude que tem o poder de transgredir, mudar, criar, inovar, mas desde que aliada à experiência e maturidade de grandes líderes. Assim, aumentam as chances de os resultados serem esplendorosos.

Não quero que esse texto seja mais uma das tentativas de justificar a humilhante goleada, mas sim uma reflexão para jovens e adultos.

É uma oportunidade para que os líderes, tanto os de equipes esportivas quanto os do mundo corporativo, aproveitem para refletir. Que sirva de exemplo para que eles, ao formar suas equipes, possam compor juventude e maturidade, entender que a inovação anda de mãos dadas com o tempo e o aprendizado dos mais experientes.

Maurício Sampaio é educador, especialista em orientação profissional, palestrante, escritor, coach e fundador do InstitutoMS. http://www.mauriciosampaio.com.br

 

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Artigos Diversos e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s