BS 11200 – Orientação e boas práticas na gestão de crises

Fonte: Equipe Target

Acesse aqui a matéria em sua origem.

A gestão de crises nas empresas

A BS 11200:2014 – Crisis management. Guidance and good practice oferece orientação para ajudar em um plano de manejo, criação, operação, manutenção e melhoramento da capacidade das empresas em realizar a gestão de crises organizacionais. A orientação é aplicável a qualquer organização, independentemente da localização, tamanho, tipo, a indústria ou setor.

A capacidade de gerenciar crises é um aspecto de uma organização mais flexível. Resiliência requer gestão de crises eficaz, o que precisa ser entendido, desenvolvido, aplicado e validado no contexto de uma série de disciplinas relacionadas com o risco.

Isso inclui o risco, a continuidade dos negócios e o gerenciamento de segurança. A gestão de crises não pode simplesmente ser adiada até que uma organização seja atingida por uma crise, na esperança de que isso nunca vai acontecer.

Ela exige uma visão voltada para o futuro, a abordagem sistemática que cria estruturas, treina pessoas para trabalhar dentro delas, sendo feita uma avaliação e desenvolvida, de forma contínua, intencional e rigorosa. O desenvolvimento de uma capacidade de gestão de crises tem de ser uma atividade regular que deve ser proporcional ao tamanho e a capacidade de uma organização.

Assim, quando uma empresa enfrenta uma crise, a sua reputação está em risco. Mais do que isso, os seus resultados financeiros podem ser afetados, pois pode haver a redução das vendas, perda do valor de mercado, investimentos jogados fora, altas indenizações, multas, etc. São algumas das consequências financeiras para uma empresa que passa por um processo de crise.

Nesse momento, um processo de gerenciamento dessa crise é uma das ferramentas mais importantes para proteger os interesses das empresas e conduzi-las de volta à normalidade. Enfim, na situação crítica de determinado fato e/ou boato se converter ou indicar crise iminente (como, por exemplo, eventual recall, greve, acidente, problema ambiental, etc.), é indispensável contar com uma política de transparência e com um trabalho previamente estruturado (como, por exemplo, um plano de gestão e comunicação em situações de crise), para contornar esses momentos e minimizar a perda de valor para a empresa, além de modo objetivo esclarecer a questão ao mercado.

Conteúdo da norma

1 – Introdução

2 – Escopo

3 – Termos e definições

4 – Gestão de crises: conceitos fundamentais, princípios e desenvolver uma capacidade

5 – A construção de uma capacidade de gestão de crises

6 – Crise de liderança

7 – Tomada de decisão estratégica em uma crise

8 – Comunicação de crise

9 – Formação, exercitar e aprender com crises

10 – Bibliografia

11 – Lista de figuras

12 – Lista de tabelas

Sobre Alexandre Lara

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira de "Operação e Manutenção Predial sob a ótica de Inspeção Predial para Peritos de Engenharia" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo MACKENZIE, professor das cadairas de Engenharia de Manutenção Hospitalar dentro dos cursos de Pós-graduação em Engenharia e Manutenção Hospitalar e Arquitetura Hospitalar pela Universidade Albert Einstein, professor da cadeira de "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNIP / INBEC), tendo também atuado como professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Normas Técnicas e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s