Um milhão de tetos solares até 2020

Fonte: Brasil Energia

Acesse aqui a matéria em sua fonte.

O Greenpeace pretende mobilizar o governo para que, até 2020, um milhão de tetos solares sejam instalados no Brasil. Uma plataforma interativa permite a visualização de todos os telhados do país, simula a instalação de placas fotovoltaicas em cada um deles e calcula o potencial total de geração solar. O jogador que acumular mais experiência e uma instituição beneficente vencedora do “crowdroofing” serão premiados com a instalação de painéis solares.

Inicialmente, o jogo pretende atingir, com o apoio de todos os participantes, seis milhões de telhados residenciais. Quando for atingido o equivalente a 4,2 milhões de casas solarizadas no jogo, uma chamada pública será aberta para o cadastro de instituições beneficentes interessadas na geração solar. Três delas serão pré-selecionadas pela organização não governamental, com base em critérios técnicos, e então a instituição vencedora será eleita pelo público.

A ferramenta, disponível no site Solariza.org, também permite calcular qual é o potencial solar dos telhados individuais, estimando a economia que o consumidor poderia ter ao produzir sua própria eletricidade.

50 telhados

A partir de uma iniciativa semelhante a essa, o projeto 50 telhados, coordenado pelo Instituto Ideal, ultrapassou a meta de implementar em 20 cidades brasileiras 50 telhados fotovoltaicos de 2 kWp (ou 100 kWp de potência total instalada). O projeto, executado localmente por empresas instaladoras, vai até o final deste ano.

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Eficiência Energética, Sustentabilidade e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s