O país do futuro…

Quem não se recorda de expressões como “País em Desenvolvimento” e “País do Futuro” que ouvíamos quando jovens e estudantes?

Agora, deixando a vaidade (medo de envelhecer…) de lado, há quanto tempo ouvimos estas expressões?

Há muito tempo….não?

Pois é, ainda tenho esperança de que cheguemos lá, apesar da inegável evolução pela qual passamos nas últimas décadas, ainda que morosa…

Há alguns meses, tive a chance de conversar um pouco com um colega que reside fora do Brasil sobre a imagem de nosso país para alguns integrantes do primeiro mundo, ouvindo dele de que ainda éramos vistos como um país das “oportunidades” e de muitas “riquezas” (fazendo menção as oportunidades de negócios e crescimentos), ao mesmo tempo em que éramos vistos como um país que permitia este “escoamento de riquezas” através dos braços e dedos de uma má administração, “salpicada” pela corrupção.

Lamentei muito ouvir isto deste colega europeu e doeu muito….confesso, mas há o que discutir?

Ontem vivenciamos mais uma página de nossa história política, pois vivenciamos uma nação literalmente dividida, com uma vitória extremamente apertada, fruto de um processo democrático.

Independentemente de preferências ou desapontamentos, prefiro olhar para frente com esperança……. sim, esperança de ver um governo que se sinta pressionado por praticamente metade da população e que busque corrigir os maus passos dados nestes últimos anos.

Esperança de ver “voltar a acelerar” esta máquina que vem notadamente reduzindo a sua velocidade há praticamente dois anos….

Como sempre, vamos fazer a nossa parte!

Anúncios

Sobre Alexandre Fontes

Alexandre Fontes é formado em Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção pela Faculdade de Engenharia Industrial FEI, além de pós-graduado em Refrigeração & Ar Condicionado pela mesma entidade. Desde 1987, atua na implantação, na gestão e na auditoria técnica de contratos e processos de manutenção. É professor da cadeira "Comissionamento, Medição & Verificação" no MBA - Construções Sustentáveis (UNICID / INBEC), professor na cadeira "Gestão da Operação & Manutenção" pela FDTE (USP) / CORENET e professor da cadeira "Operação & Manutenção Predial" no curso de Pós Graduação em Avaliação e Perícias de Engenharia pelo IBAPE / MACKENZIE. Desde 2001, atua como consultor em engenharia de operação e manutenção.
Esse post foi publicado em Comentarios do Bloggeiro e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s